GT 4 : Análise do risco e instrumentos de ajuda à decisão

Quinta-feira 5 de Setembro de 2013

Neste grupo de tarefas os parceiros FORRISK vão tentar desenvolver instrumentos de análise do risco e de ajuda à decisão para os profissionais florestais através do desenvolvimento de métodos para análise, de modelos que simulam os riscos e da cartografia dos diferentes riscos florestais.

Acção 4.1 : Análise do risco

Objectivo :

Testar e criar métodos para a análise dos riscos existentes nas regiões pertencentes ao projecto

Mapa de zonas estudadas infectadas por Gonipterus platensis em Portugal (Fonte ISA)

Implementação :

Estimação dos riscos

  • Ligados aos solos (erosão, perda de fertilidade, éco-toxicidade)
  • Tempestades
  • Incêndios
  • Bióticos (ex : crescimento da Armillaria no Pinheiro Bravo, do Fomes no Douglas)

Cartografia

  • Do risco de Gonipterus platensis no Eucalyptus
  • Das tempestades na Aquitânia e no País Basco

Utilização de imagens satélites para analisar as deteriorações das florestas

Acção 4.2 : Instrumentos de modelização

Objectivo :

Criar modelos de riscos (propagação, estragos) que afectam as áreas do projecto

Implementação :

  • Criação de modelos de gestão multi-funcional para o Pinus pinaster e o Pinus radiatia que incluem a gestão do risco de incêndio
Ninhos de lagarta rolante processionária (Fonte INRA Bordéus)

-* Modelização do risco sanitário causado pela lagarta do pinheiro à escala regional

  • Modelização do risco sanitário causado pelo fomes à escala da povoação
  • Produção de um modelo de probabilidade de resistência ao vento dependendo do tipo de sistemas agro-florestais utilizados

Acção 4.3 : Instrumentos de ajuda à decisão

Objectivo :

Utilização de sistemas específicos para comparar várias opções agro-florestais, integrando todos os riscos em todas as regiões

Implementação :

  • Criação de um grupo de peritos em cada região
    Incêndio florestal (Fonte CRPF Aquitânia)
  • Definição das povoações padrão que servem de apoio às avaliações
  • Identificação das opções de gestão típica das florestas seleccionadas
    Estragos causados pela tempestade Klaus nas Landes (Fonte CRPF Aquitânia)

    -* Cada perito classifica as suas opções de gestão de acordo com a sua eventual limitação dos riscos

  • Análise da percepção de risco pelos proprietários florestais