Sobre FORRISK

O projecto nasceu a partir da constatação que os riscos que afectam a floresta não conhecem fronteiras.

Por exemplo, as medidas tomadas pela França na gestão da crise causada pela tempestade Klaus tiveram consequências sobre o mercado da madeira espanhol.

Observa-se também que o nemátode, que afecta os pinheiros em Portugal, é uma calamidade que pode estender-se pela Espanha e seguidamente em França com consequências potencialmente graves para os produtores florestais.

Estes dois exemplos concretos, retirados de entre muitos outros, destacam a necessidade de rever todo o conjunto de medidas que podem ser tomadas de forma coordenada entre os países e as regiões vizinhas para evitar a expansão de certos danos florestais.

Da mesma forma é importante adaptar ou melhorar os instrumentos existentes em termos de gestão do risco aproveitando os melhores conhecimentos de cada região.

Este projecto encontra-se também dentro do contexto onde a Europa procura identificar no seu livro verde sobre a protecção das florestas as medidas transnacionais pertinentes.

Desta forma, o projecto FORRISK ajudará a fornecer respostas documentadas a estas questões ao nível do espaço SUDOE.

Documents à télécharger

Participez à la vie du site !